Diário de Notícias

“há muitas situações em que o smartphone é um entretenimento que os pais arranjam aos filhos e, por vezes, há negligência no acompanhamento.”