Tudo o que é bom tem um preço, dizem os antigos, e para os estudantes a época de exames é a factura a pagar antes das Férias de Verão – com F maiúsculo, porque esta época do ano merece ser tratada com o respeito que merece.

Se para os alunos é uma época onde abunda tanto de calor como de ansiedade, para os pais, guardiões do futuro dos filhos, também não será de enfrentar com ânimo leve.

Como poderá ajudar os seus filhos a preparar-se para o que aí vem?

1 – Ensinar é o mau ofício de quem não sabe ajudar a aprender. Acompanhe a construção de conhecimentos e não queira forçar aquilo que acha que sabe.

2 – Os filhos devem compreender que os resultados das provas são importantes para o futuro deles e não porque estudar é uma ordem dos pais.

3 – Estudar é um prazer e não uma obrigação. A expressão “Saber de cor” deriva do latim “Sapere di cuore” – saber do coração, por gosto.

4 – Cada pessoa tem o seu estilo de estudo. Ajude a construir um plano confortável, fazendo o balanço entre vantagens e desvantagens sentidas em cada estratégia

5 – Negociar recompensas materiais reforça a ideia de que estudar é um castigo. As notas são a recompensa, contudo pode mostrar o seu orgulho através de uma celebração

6 – A ansiedade é normal. Pode explicar que se transforma em segurança quando o estudo progride e o conhecimento consolida

7 – Se as notas não corresponderem às expectativas, uma descompostura será aquela coisa menos saborosa a oferecer. Ajude a compreender o que terá influenciado a nota e ajude a prepararação para a próxima fase

8 – Se acha elementar estudar, partilhe a experiência, dê o bom exemplo, e inscreva-se numa formação interessante!


* Artigo Cordialmente Publicado No Portal iSabe @ Jornal I