Como controlar o consumismo das crianças no Natal

Colaboração científica com a publicação Notícias Magazine

«De acordo com o especialista, o papel dos pais é demonstrar que há uma preocupação com os desejos das crianças, mas também que não é possível satisfaze‑los na totalidade, explicando porquê.

“Incutir o sentido de responsabilidade através de uma lista com um número limite de prendas, para que a criança se habitue a fazer escolhas, é uma boa ideia.” Já a ganância, sugere um provável sinal de que a criança está a sentir necessidade de tempo de qualidade com as pessoas de quem gosta.

“O consumismo patológico surge quando a criança vive sozinha com os brinquedos e não aprendeu que os objetos são um meio para a relação com as pessoas”, explica. Quando a criança percebe isso, o verdadeiro prazer vem da interação e não da posse de um objeto.»

[google-drive-embed url=”https://drive.google.com/file/d/1n4KFnZO1u7J-KwL4rthlYzBSwNPype6n/preview?usp=drivesdk” title=”NoticiasMagazine_13Dez17.pdf” icon=”https://drive-thirdparty.googleusercontent.com/16/type/application/pdf” width=”100%” height=”400″ style=”embed”]