Mães que não gostam de ser mães

Colaboração científica com a publicação Máxima

“A maternidade implica um compromisso profundo. É uma decisão que deve ser tomada após um balanço sério do quão disposta se está a aceitar as consequências: as boas e as desafiantes”, alerta Nuno Cristiano de Sousa.

“Abdicar da maternidade é um desejo saudável quando a mulher não tem vontade de se sujeitar às condicionantes que daí vêm.”

[google-drive-embed url=”https://drive.google.com/file/d/0B0n3NWc_BBGvNjFUcGtPQVJ2YXc/preview?usp=drivesdk” title=”Maxima_Mai17.pdf” icon=”https://drive-thirdparty.googleusercontent.com/16/type/application/pdf” width=”100%” height=”400″ style=”embed”]